Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa

Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa – A espiritualidade está dentro de você, não numa igreja, num templo, numa mesquita, numa sessão ou terreiro.

À procura da espiritualidade, devorei livros de várias religiões, seitas, ocultismo, sincretismo religioso, visitei e frequentei muitas delas.

Na maioria dos livros e documentários que li e locais onde se praticam as religiões, cultos, etc., pregava-se um ser humano melhor.

Onde, não apenas aprendíamos a elevar nossos pensamentos, como sermos melhores enquanto seres humanos.

E o que seria ser melhor como seres humanos? Não sermos egoístas, agir com generosidade para com aqueles que mais necessitam.

Vivermos para sermos felizes, mesmo quando a situação não esteja lá grande coisa, e podermos ajudar o próximo, seja ele quem for.

Termos paz e harmonia, agindo de maneira que nossas atitudes nos conduzissem à essas situações, sem esquecer do outro.

Em outras palavras, não podemos achar que para sermos felizes bastaria que tudo corresse bem em nossas vidas, era e é preciso mais.

Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa
Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa

Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa

Por exemplo, de que adianta eu ser feliz, vendo meu vizinho passar por tantas dificuldades e eu nem ligar?

Hoje, a religião neopentecostal, dentre centenas de nomes e agremiações, prega a prosperidade pessoal, pergunto: e a dos outros?

Muitos pastores e pregadores usam a Bíblia para convencer seus fieis de que a sua interpretação está certa, portanto nem precisa ler nada, basta seguir o que ele acha que foi a intenção dos escribas.

Também, a Igreja Católica, se afastou das periferias, não expandiu suas igrejas, nem mesmo as pequenas capelas, deixou de ir aonde o povo precisa.

Por isso, perde seus fieis para as igrejas dos dízimos e dos pastores, autoproclamados bispos, ficarem cada vez mais ricos.

O Catolicismo passou a ser mais procurado para aqueles de classe média, que acham que bastam fazer uma doação à igreja que os céus estarão de portas abertas para eles.

Basta ir uma vez por semana à uma missa, aos domingos, tomar a hóstia e fazer as orações que o padre ou bispo sugere.

No islamismo, por exemplo, muitos não sabem que Abraão, Moisés e Jesus, são considerados profetas, e que a religião foi fundada, vamos assim dizer, por Maomé.

Em seu livro, Alcorão, os muçulmanos têm a sua Bíblia, onde os normativos da religião estão lá escritos pelos profetas.

Para tantos, que veem no islamismo uma religião belicista e até terrorista, não fazem ideia do que contém o Alcorão.

Assim como na Bíblia, muita coisa que faz a pessoa refletir para a busca do bem comum, com rigor na disciplina dos profetas e os escribas que conceberam o livro.

Também as religiões orientais, como o budismo, o xintoísmo,  dentre outras promovem mais o lado espiritual, desenvolve-se mais a parte filosófica da religião, principalmente o budismo.

Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa

• 1 -Muitos não sabem que a Umbanda é uma religião brasileira, formada no início do séc XX, e o Candomblé, uma religião afro-brasileira.

•1 Somente a título de informação

Pois bem, tanto na Umbanda como no Candomblé, a espiritualidade não se aprende em livros sagrados, mas em rituais, ou seja, na prática.

Há, como não lembrar, o Espiritismo, que é uma doutrina religiosa, filosófica e mediúnica, codificada pelo francês  Hippolyte Léon Denizard Rivail, que usava o pseudônimo de Allan Kardec, por causa da perseguição.

As conhecidas reuniões de mesa branca, onde os médiuns fazem os rituais de abertura das sessões com orações e depois incorporam espíritos e esses falam com os presentes através dos médiuns.

Também no espiritismo, encontramos tanta coisa bonita e de bondade e generosidade, uma filosofia linda, pena ser elitizada, não se encontra nas periferias, também.

Em resumo, o que pretendo demonstrar é que todas as religiões, cultos, seitas, de alguma maneira promovem a espiritualidade.

Mas, não é num culto, numa missa, numa sessão, que desenvolvemos nossa espiritualidade, mas sim em nosso próprio interior.

Mesmo Jesus, que peregrinava para pregar seus ensinamentos obtidos de Deus, seu pai, não admitia o mercantilismo nas igrejas dos judeus.

Não precisamos pagar para ganhar a espiritualidade, e com ela a paz e harmonia, que conduzem à condição de bem estar mais adequada ao ser humano.

É nessa condição de paz e harmonia, que pensamos, refletimos, nos espiritualizamos, e não é necessária a presença física em igrejas, templos ou mesquitas, ou outras denominações.

É bom ir a esses lugares para confraternizar, encontrar pessoas que pensam de igual maneira, mas nunca isolar aquelas que frequentam outras religiões ou nenhuma.

Religiões e espiritualidade não são a mesma coisa

Faça do seu coração e alma seu altar de espiritualidade, seja bom consigo mesmo e com os que estão ao seu entorno, assim como aqueles que você sequer conhece.

Faça o bem, e ganhará seu dia, porque você não vai procurar ganhar recompensas celestiais, vai ganhá-las por se sentir um ser humano melhor.

Não odeie ninguém, pois você carregará o pesado fardo das energias negativas e maus pensamentos que mais mal farão a você, do que aquela pessoa que você nutre ódio.

Ame e cuide da natureza, pois aqui é seu lar, enquanto matéria, enquanto carne e osso. E preserve-a para os que ainda estão por vir.

Perdoe quem te ofendeu, porque viver com mágoas e ressentimentos faz da vida um poço de depressão. Perdoe, é só começar por si mesmo.

Agradeça mais, pois é agradecendo às coisas mais simples, que conquistamos as pessoas mais complexas.

Seja você mesmo, se tem dúvida, estude mais, não apenas numa única fonte, mas em diversos pensadores, independentemente de ideologia.

Abra mais a sua mente, não seja controlado por quem quer apenas isso, e em troca ter um serviçal que não usou seu próprio senso de sabedoria.

É polêmico? Talvez, mas é o que eu acho, só um pouco enxuto, porque se fosse escrever tudo o que já tentei e passei, aprendi e desaprendi, encheriam umas duzentas páginas iguais essa.

Fiquem bem, cuidem-se bem e não esqueça do próximo, ele também deve estar nos seus pensamentos!

 

(Visited 13 times, 1 visits today)
Compartilhem com amor!

Aurelio Martuscelli

Espiritualista, místico, estudioso em religiões, blogueiro por devoção, aprendiz de designer e amigo :-)

Plugin Kapsule Corp

WhatsApp chat